08
nov

Porto Seguro divulga balanço do 2º trimestre de 2018

Rentabilidade aumenta sustentada pelo melhor índice combinado histórico

A Porto Seguro encerrou o segundo trimestre e o primeiro semestre de 2018 obtendo um crescimento relevante na rentabilidade. A melhora de 6,2 p.p. no índice combinado do 2T18, culminou num aumento do resultado operacional de seguros em 4 vezes, superando a queda da taxa de juros, resultado da disciplina da companhia na recomposição de preços, do aprimoramento na subscrição de riscos e do aumento da eficiência operacional. Além disso, o ambiente competitivo mais racional no seguro auto associado a redução nas frequências de sinistros, também foram fatores preponderantes para o alcance do melhor índice combinado semestral histórico.
 
O aumento da receita total do trimestre foi alavancado pelo segmento de seguros, em grande parte pelos produtos Auto, Saúde e Patrimonial, enquanto nos Negócios Financeiros e Serviços, as Operações de Cartão de Crédito e Financiamento de Veículos foram as que mais contribuíram.
 
No Seguro Auto, a Porto Seguro preservou sua participação de mercado, sendo que as vendas da Azul e Itaú aumentaram em mais de 10% e permaneceram estáveis na marca Porto (vs.1S17). A dinâmica de crescimento das marcas deve refletir cada vez mais a nova estratégia de posicionamento, que foca na melhoria da margem do segmento consolidado.
 
Na parte das despesas, o índice de D.A + D.O. recuou em 1,4 p.p. no semestre, fruto dos investimentos realizados em tecnologia e da melhoria de processos nos últimos anos.
 
O resultado das aplicações (ex-previdência) reduziu no trimestre em decorrência da queda do CDI médio (-39%vs.2T17), e do menor retorno proveniente dos ativos de renda variável. Por outro lado, as posições mantidas em títulos com juros indexados à inflação e prefixados obtiveram bom desempenho. Dessa forma, a rentabilidade das aplicações atingiu 98% do CDI no 2T18. No acumulado dos seis primeiros meses do ano, a rentabilidade permaneceu acima do benchmark, atingindo 122% do CDI.
 
O lucro líquido atingiu R$ 335 milhões no 2T18 (+41%) e R$ 613 milhões no 1S18 (+35%), enquanto o ROAE alcançou 19,7% no trimestre e 18,2% no semestre. A rentabilidade dos negócios da empresa com capital ajustado (sem excesso), e considerando o retorno de investimentos de 100% do CDI seria de 25,5% no 2T18 e de 23,1% no acumulado do ano.
 
No segundo trimestre foi concretizada e aprovada pelo CADE a venda da operação dos centros médicos da Portomed para a Davita, no valor líquido de R$27milhões. Sem esse efeito, o lucro teria crescido 30% no 2T18 e 29% no 1S18 (2018 x 2017).
 
Além disso, a Porto Seguro realizou o pagamento recorrente de juros sobre o capital próprio no valor de R$ 229 milhões* e também efetuou a distribuição extraordinária de dividendos no valor de R$ 500 milhões, aumentando a eficiência do uso do capital da empresa.
 
A companhia está satisfeita com os resultados obtidos, apesar de um ambiente econômico que ainda apresenta dificuldades de crescimento, e continua a visualizar oportunidades de ganhos de eficiência operacional e de expansão nos negócios.
 
*A empresa deverá complementar o pagamento de JCP (juros sobre capital próprio) no 4T18.
 
Principais destaques

  • Receita Total: R$ 4,5 bilhões (+8%)
  • Prêmios Auferidos: R$ 3,8 bilhões (+7%)
  • Receita Demais Negócios: R$ 619 milhões (+16%)
  • Resultado Financeiro: R$ 168 milhões (-15%)
  • Índice Combinado: 91,4% (-6,2 p.p.)
  • Lucro Líquido: R$ 335 milhões (+41%)

 
Sobre a Porto Seguro

A Porto Seguro é uma empresa brasileira com mais de 70 anos de mercado e está entre as maiores seguradoras do País, ocupando a primeira posição nos ramos de Seguro Auto e Residência. Atualmente, são aproximadamente 10 milhões de clientes, 14 mil funcionários, 17 mil prestadores e 37 mil corretores parceiros. A companhia possui ainda 128 sucursais e escritórios regionais em todo o Brasil. O Grupo Porto Seguro é formado por 27 empresas – entre elas Azul Seguros e Itaú Seguros de Auto e Residência - que atuam nos mais diversos ramos como seguros, produtos financeiros, serviços de emergência e conveniência, proteção e monitoramento, telefonia celular, plano de saúde para Pets, entre outros. Em 2017, o lucro líquido da companhia foi de R$ 1,1 bilhão.



« Voltar

24
abr

Nadadora do Clube Curitibano garante vaga para Jogos Pan-Americanos no Peru

Fernanda de Goeij venceu os 200 metros costas do Troféu Maria Lenk, no Rio

+MAIS

24
abr

Mercado de condomínios logísticos melhora na Região Sul

Paraná tem a maior absorção líquida, seguido de SC e RS

+MAIS

23
abr

Previdência privada pode garantir conforto na terceira idade

Gerente da Porto Seguro no Paraná lembra que as vantagens de contratar um plano individual vão além da dedução no Imposto de Renda

+MAIS

23
abr

Carmen Steffens desfila no Curitibano

+MAIS